18 de set de 2014

Meio-Sangue

Era uma tarde ensolarada no acampamento meio-sangue. Os semi-deuses faziam suas atividades diárias, até que uma nuvem cinza e tempestuosa surgiu no céu, fazendo-lhes direcionarem seus olhares para a barreira, onde uma garota de cabelos pretos estava. Annabeth, a filha de Atena - Deusa da Sabedoria, uma garota loura de olhos azuis e pele clara, chegou mais perto, e percebeu que a mesma tinha olhos verdes e pele levemente bronzeada, e cogitando o fato de estarem no inverno, pensou que fosse filha de Poseidon. A garota avançou um passo, entrando no acampamento, e recebendo vários olhares curiosos. Seus olhos procuravam por algum familiar, mas pareciam não encontrar. Até que Percy , filho do Deus dos mares - Poseidon, com seus cabelos pretos e olhos verdes, interviu.
-Quem é você e o que fazes aqui, garota? - Perguntou, empunhando sua espada.
-Eu vim em paz - A fala saiu pela garota, que não demonstrava medo, abaixando a espada do semi-deus - Meu nome é Kelly, e eu vim entregar algumas mensagens.
-Você é uma mensageira dos Deuses? - Perguntou Annabeth, desacreditando.
-Não, sou uma semi-deusa. Mas vim a favor deles - Completou a garota misteriosa.
-Diga para quem é a mensagem. - Percy disse porfim.
-A primeira é para você, filho de Poseidon, meu meio-irmão. Nosso pai me mandou entregar isto para ti pois ele não tem tempo de vir até aqui pessoalmente. Está muito atarefado no Olimpo. - Disse Kelly, friamente.


-Meu pai? Espere, você é minha meio-irmã? - Percy perguntou hesitante.
-Sim. Mais tarde te explico ao certo. A segunda é para Tyson, meu outro meio-irmão, também de Poseidon. - Disse entregando a carta ao ciclópe, que abraçou a mesma, e ela retribuiu, com um sorriso caloroso. - Bom, e a última é para o meu outro meio-irmão, Nico Di Angelo, filho de Hades. - Todos a encararam surpresos, mas ninguém veio a frente. - Posso saber onde ele está?
-Ele está no Chalé III. - Disse Annabeth, apontando para uma cabana sombria no fim da trilha.
-Obrigada. - A garota disse, vagando pela trilha, até que parou no chalé, um tanto quanto hesitante, bateu a porta, e um garoto magro de cabelos curtos e negros, tais como seus olhos, acompanhados por uma pele pálida, atendeu a porta.
-Posso ajudar? - O garoto perguntou friamente.
-Estou procurando Nico Di Angelo.. Posso entrar? - Perguntou a garota no mesmo tom que fora recebida, vendo que o garoto assentia, adentrou no recinto. Um local um tanto quanto sombrio, vazio, oco, solitário, apenas com sombras. De fato é o de Hades. Sentou-se em um sofá preto que havia ali, e começou a falar novamente - Se não me engano, você é o filho do Deus do Submundo, correto? - O garoto fez que sim com a cabeça, revirando os olhos. - Tenho uma mensagem para você, de nosso pai - Nico arregalou os olhos em surpresa, afinal não tinha irmãs vivas, apenas sua falescida Bianca, e sua nem tão chegada meio-Irmã Hazel Leveque  - Sim, eu sou sua meio-irmã. Você não estava na apresentação, meu nome é Kelly. Bom, pegue a carta - Disse estendendo um pacote cinzento - Eu vou lhe explicar minha história.. - Ela suspirou - Eu era filha de Poseidon, o Deus dos mares, e vivia pacificamente no Olimpo, mas um dia, Hades eis de me sequestrar, e me levou para as profundesas do tártaro, dizendo que desde a morte de Bianca, procurava uma nova filha, mas Perséfone se sentia indisposta. Ele me raptou para cumprir o seu desejo, e por longos cinco anos, ele fez com que me acustumasse a viver no escuro frio e sombrio de um porão abandonado, para que perdesse meu medo de sombras. Eu ficava conversando com ele apenas nos jantares, perguntando coisas sobre você, e sendo que eu sabia seu segredo, que revelou a Jackson na batalha contra o Cupido, ele perguntou indiretamente se algum semi-deus era "diferente no sentido sexual" e eu fiz que sim, ele me avisou que era homofóbico, então eu disse que era eu. Ele se vingou de mim me tirando a capacidade de me curar perante a água. Sendo assim, posso controlar o elemento das águas e sombras, mas nunca poderei me curar em uma poça ou em um mar, apenas na escuridão. - Ela terminou de falar, e Nico a encarava, pasmo.
-E-Então, durante essa história, você não me contou nada sobre sua mãe. - Nico disse.
-De fato, não sei quem é minha mãe. Nenhum dos dois deuses me disseram ao certo. Bom, digamos apenas que eu "caí" na Terra aos quatorze anos, vivendo durante dois anos com uma família adotiva e amável. Agora, com dezesseis anos, vim ao Acampamento Meio-Sangue. - Completou Kelly.
-Isso é imprecionante, mas não estou impressionado com o ato de 'nosso' pai, afinal, ele sempre foi frio comigo.. E espera, você disse que sabia meu segredo!
-Sim, ele é um tanto frio, mas cuida de você durante as noites, de dentro do seu pequeno reino. E sim, eu sei seu segredo - Ela disse soltante uma risada discontraída - Não te culpo, e te dou apoio no que precisar. Eu ovui muitas coisas sobre Bianca, sei onde ela está, e sei que está bem. Ela era uma ótima irmã que lhe conhecia muito bem..Eu espero poder fazer o mesmo, se me der a chance...Bom, dentre todos os meus meio-irmãos, você é o que mais me chama atenção, no bom sentido claro. E, como só são permitido duas pessoas por chalé, e o de Percy está ocupado com o Tyson, eu posso ficar aqui, se isso não lhe encomodar? - Perguntou a garota com um brilho radiante no olhar.
-Por mim tanto faz - O garoto deu de ombros, deixando um sorriso no rosto da menina. Ela se levantou, e como estava de mangas curtas, ele percebeu uma pequena cicatriz em seu pulso, que se estendia por todo o braço, deixando de ser pequena, e virando grande. - Hey, parô, o que é isso no seu braço? - Apontou para a cicatriz. Desmanchando o sorriso da meio-irmã, mas que logo voltou, um pouco torto.
-Família adotiva..Poderiam ser calmos, pacíficos e amigos, mas por acidente, a minha tia acabou fazendo isso comigo. E sim, foi um imprevisto mesmo, pois ela escorregou cortando cebolas, eu tentei segurá-la e a faca rasgou uma parte do meu braço. Tive de usar um gesso por dois meses, mas é uma das únicas lembranças que eu tenho deles.  - A garota disse, e pela primeira vez durante o dia, viu Nico sorrir, um belo sorriso encantador. - Ai meu Deus, para tudo, você sorriu! - Ela exclamou, deixando de falar normalmente, espantando o semi-deus, que voltou a sorrir abertamente. - Deveria sorrir mais vezes, seu sorriso é lindo - Ela disse, afagando os cabelos do irmão, que corou um bocado. - Eu sei que não é fácil, tanto superar o passado quanto se acostumar com a ideia de ter uma meio-irmã maluca e problemática, que já destruiu uma cidade inteira a mando de seu pai, mas a vida é cheia de surpresas. Eu estaria pirando na sua situação, imagina eu atendendo uma estranha dizendo ser minha meio-irmã? - O garoto não conteve uma gargalhada prolongada e encantadora, devido aos gestos feitos por sua "quase meio-irmã".
-Talvez eu me acostume com essa ideia - Ele disse, bagunçando os cabelos dela, em uma revanche. E ficaram assim durante alguns segundos. E nem imaginaram que do outro lado da porta, haviam quatro pessoas escutando sua conversa. Até que ouviram batidas na porta. - Entra! - Gritou Nico. Deixando espaço para Percy, Annabeth, Tyson e Grover.
-Que feio, ouvindo atrás da porta. Esperava mais de você, Annabeth. - Ela disse, enquanto a filha de Atena limpava seu rosto das lágrimas solitárias que rolavam sob sua pele. - Ei, nada de choro, vão chorar lá fora. Agora que eu consegui fazer ele rir - Disse, referindo-se ao seu irmão, que riu e bagunçou mais ainda seus cabelos, arrancando uma risada de Kelly. - Ah, oi.. - Ela disse, percebendo um sátiro moreno, que a encarava.
-Grover, ele é o protetor do cabeça de alga e da névoa. - Annabeth disse, referindo-se ao seus outros dois meio-irmãos. Eles se fitaram durante uns três segundos aproximados, até que os quatro a envolveram em um abraço, e Nico participou dele, meio constrangido, pois não estava acostumado com demonstrações de afeto.
-Tua história é deprimente, muié. - Grover disse, um pouco debochado, talvez?
-Obrigada..Eu acho - Ela murmurou a última parte, com uma gota atrás da cabeça.
-Não quero atrapalhar, mas o certo não seria você se apresentar para os outros?  - Tyson interviu.
-Eu até iria, mas é muito longe - Disse Kelly, gesticulando a distância com as próprias mãos, arrancando risadas descontraídas de todos. - E eu já sei quem é quem aqui, só me fiz de besta mesmo. Eu ficava vendo tudo, tanto no tártaro quanto no Olimpo. - Ela disse.
-Então eu precisei atender a porta pra nada? Era só ir entrando, queridinha - Nico falou. Arrancando um belo sorriso "colgate" de sua irmã. O filho de Hades detesta admitir, mas ela talvez fosse uma boa pessoa, e engraçada. Porque ha muito tempo não ria tanto.
-Ta agora me conta o segredo: Qual a macumba que você jogou no Nico para ele rir tanto? - Percy disse, tentando entender tudo que acontecia, levando um tapa de Grover logo em seguida.
-Seja educado - O sátiro sussurou a ele.
-Até eu to tentando entender que satanagem foi a dessa menina aqui, que mal chegou e já me fez rir. - Nico disse, e todos concordaram com a cabeça.
-Meu Deus, eu tenho cara de bobo da corte agora? - A garota disse, arrancando algumas risadas.
-Pelo jeito sim Ly, e. - Annabeth disse, batendo no ombro da possível nova amiga. - E outra, como você consegue viver aqui? É muito escuro - Ela completou se encolhendo atrás de Percy.
-Que parte do "Acostumasse a viver no escuro frio e sombrio de um porão abandonado, para que perdesse meu medo de sombras" você não ouviu querida? E outra, eu me adapto a qualquer ambiente, sei lá como ou porque, que é maluquice eu sei que é, mas ainda é bom. - A garota disse, porfim. - Mas, enfim, querem que eu me apresente ou não? - Ela perguntou, e todos concordaram. Foi a última a se levantar e saíu do chalé.
-ATENÇÃO seus bandos de merdas! - Todos do acampamento olharam para Annabeth - Temos uma nova semi-deusa conosco, não peçam para ouvir a história dela porque é triste e vocês irão se arrepender, vamos encurtar dizendo apenas que é uma meio-irmã do Nico, do Percy e do Tyson. Isso aí, meio Poseidon, meio Hades. - Houveram muitos cochichos em relação a parte de "Hades" como se fosse o pior pecado do mundo falar seu nome - Era isso, podem voltar a comer. - Os quatro estavam se retirando. Até que Percy cutucou Kelly.
-Na minha carta, diz que você é uma das melhores controladoras de água. - Ele diz irônico - Eu duvido. - A sua meio-irmã deu uma risadinha curta e um tanto quanto, fofa.
-Fui criada com Poseidon nos primeiros anos, aprendi muitas coisas, mas talvez você seja mais forte pois consegue se curar perante a água, e como deve ter ouvido, eu não consigo mais. Mas talvez, a carta tenha me lançado um desafio de ser sua tutora, ou do Tyson, não sei ao certo.
-É do Tyson, mas se é tão boa, eu quero provas. Venha comigo - Percy disse, arrastando a garota para uma praia próxima dali, com areia branca e macia, junto com um mar extraordinário, verde cristalino, com ondas calmas e perfeitas.
-Nossa..Faz tanto tempo que eu não vejo o mar de perto - Ela disse se adentrando o mesmo, sem se importar com suas vestimentas, que não seriam afetadas, pois esta era uma de suas habilidades aquáticas, fazendo com que as ondas sumissem por completo, formando uma estrutura familiarizada com um banco aquático, onde subiu e ficou contemplando a praia. Percy ficou na areia, olhando desacreditado, afinal não sabia fazer isto. - Venha, sente-se aqui - Ela disse, construindo mais um de seus bancos.
-Como você fez isso? - O garoto de olhos verde-mar perguntou para a mesma. E ela o ensinou a fazer este, e mais muito movimentos, em torno de meia hora. - Wow, você é realmente boa, eu estava enganado, desculpe. - Ele completa no fim.
-Não precisa se desculpar. Bom, eu vou indo. Vamos ver se eu consigo fazer o Nico rir novamente. E mais uma coisa - A garota formou uma bola de água e jogou nele, fazendo-o molhar, e viu seu olhar surpreso - A água formada por um semi-deus de seu mesmo Deus, faz com que você se molhe. - Ela saiu da água e foi para o chalé de Hades, encontrando um Nico adormecendo. Não o culpara, afinal era noite. Ela deitou na outra cama disponível, e sem ao menos fazer esforço, teve um de seus primeiros sonhos.
After 3 years
Pareciam que todos gostavam da presença de Kelly, Nico passara a sorrir sempre que ela fazia uma piada, Percy passou a treinar com ela e Tyson, os dois fortaleceram muito seus poderes. Ela ficava treinando com Nico a habilidade de Hades, pois ainda não era tão boa quanto o "Príncipe dos fantasmas" ou como a mesma o apelidou, e ele mesmo encabulado aceita, "Fantasminha", o apelido pela qual Bianca o chamava. Annabeth virou uma de suas melhores amigas, a ensinando planejar estratégias. Tudo ocorria bem no Acampamento Meio-Sangue, até que uma visita inesperada atrapalhou tudo. Todas as nuvens ecoaram do céu, e uma força compactou a barreira. Todos se dirigiram para lá, e Nico viu uma das pessoas que não queria voltar a ver fazia um bom tempo, assim como Kelly, lá estava na sua frente, o Deus do Submundo, Hades, em pessoa, envolvido por uma névoa negra, e cabelos pretos com pele cinzenta.
-O-O-Oque faz aqui? Já não me fez mal o suficiente? Já não basta ter me trancado naquela merda de porão? O que você quer, me tirar do Acampamento também? Quer que eu volte pro tártaro? - Kelly se pronunciou, com repleta raiva, fazendo com que uma aura negra surgisse em volta de seu ser. Assustando todos, até mesmo Nico.
-Você é tão sombria quanto eu, ou até mesmo Nico, querida. Você destruiu uma cidade ao meu comando, você não passa de uma marionete. - Hades deu um sorriso sínico. E Kelly abaixou seus poderes, mas mantendo seu queixo erguido. - Venha até aqui, que prometo não machucá-los. Você sabe do que sou capaz, mais do que qualquer um. - Ela sabera mesmo a capacidade dos poderes do mesmo, e mesmo com medo, saiu da barreira. - Não quer machucá-los hein, boa escolha. Querendo ou não, você vai vir comigo ao tártaro, Perséfone quer sua presença. E a de Nico também. - O sangue da garota ferveu quando ele mencionou o nome de seu meio-irmão.
-Pra que? Para um jantarzinho familiar indecente? Para um novo filho?  - Ela riu irônica - Faça-me um favor Hades, me esqueça, Eu não sou sua filha, eu não sou nada sua, você é um sequestrador de meia-tigela, que fica se achando porque sabe invocar um fantasma "Ai olha aqui, um zumbizinho, vai e me traga cinquenta e duas almas novas e impuras para que eu possa torturá-las", que merda é essa?! - Ela disse, fazendo com que todos pudessem rir.
-Você está acabando com minha paciência - Hades disse, portanto. Acalmando o ego da garota. - Não é só eu que quero as suas presenças, espere um pouco - Ele pegou um telefone, fazendo surgir os outros deuses surgissem. De pé, ao lado do Rei do Submundo, estavam: Zeus - O rei dos raios, Hera- Deusa do matrimônio, Poseidon - Rei do Oceano, Atena-Deusa da Sabedoria, Ares-Deus da Guerra, Deméter-Deusa das colheitas, Apolo-Deus da Luz, Artêmis-Deusa da Caça, Hefesto-Deus Construtor, Afrodite-Deusa do Amor, Hermes-Deus da Velocidade e Dionísio-Deus do vinho. -Percebe? Todos nós exigimos a presença de nossos filhos. Nico, por favor venha aqui.
Nesse exato momento, todos do Meio Sangue se dirigiram aos seus renomados Deuses, e a garota ficou perdida, não sabera para onde ia, se ficava ao lado de Percy e Tyson, ou de Nico e Hades. A garota então, pediu desculpas ao pai, e em meio de todo amor, se juntou ao Deus do Submundo, para que o 'Fantasminha' não aguentasse tudo sozinho. Poseidon entendeu a garota, e seu coração se encheu de orgulho ao vê-la protegendo um de seus amigos, afinal era uma das mais fortes semi-deusas. Zeus então se dirigiu na frente de todos, junto com sua filha Thália, e falou portanto que de dez em dez anos, os deuses faziam jogos com seus filhos, onde os semideuses teriam de batalhar entre si, mas sem risco de mortes, claro. E enquanto batalhavam, seus pais ficariam observando, e julgando tudo. Todos ficaram atordoados, mas aceitaram. Kelly sabera, portanto, que seria uma batalha difícil, principalmente quando se é oponente de Atena. Ele disse que isso poderia durar meses, e que poderiam formar equipes. Colocou-os em marcas, próximas a armas, e deu a partida. Em um impulso, Kelly puxou Nico para o lado oposto, o da floresta, e ouviram alguns participantes que já foram eliminados, e o fantasminha se pronunciou:
-Como sabia disso?
-Eu apenas sei. Vamos procurar um lugar para passar a noite, uma caverna talvez. Não poupe seus poderes apartir de agora, está bem? - O garoto fez que sim com a cabeça e a seguiu, até que Tyson os parou.
-Você quer formar uma equipe comigo,Percy e Annabeth? - Perguntou o cíclope, fazendo com que os outros semi-deuses citados aparecessem. E Kelly fez que sim com a cabeça. Afinal, não despensaria a chance de formar equipe com a filha da Deusa da Sabedoria.
-Vamos procurar uma caverna, tem uma passando o lago. Eu lidero na frente com Nico, Tyson fica no meio e Percy, junto com Kelly, ficam atrás, protegendo-nos, já que são os mais fortes.
Depois de acertarem a estratégia, se dirigiram ao rio, tudo corria pacificamente, o estranho é que era um tipo de cuba, nada poderia sair ou entrar. Já era noite quando eles resolveram parar, deixando o lago para o outro dia. Se sobrepuseram em alguns galhos de árvores próximas, e um ficava de vigia, o primeiro seria Nico, depois Kelly, Percy, Annabeth e porfim Tyson. A garota fechou seus olhos, acomodando-se por ali, enquanto o Príncipe dos Fantasmas vigiava a noite. Mesmo encubados, podemos assim dizer, era lindo a paisagem, florestas lindas e..Um incêndio? Nico acordou Kelly e os outros, dizendo-os que tinham de fugir, afinal fogo era sinal do inimigo chegando. Eles caminharam até a costa do riacho, e ali ficaram. Nada aconteceu nos outros turnos.
Quebra de tempo - 3 dias depois
Lembra-se daquela promessa de que ninguém poderia morrer? Descobrimos o que acontecia, eles eram transportados para fora da Cuba. E nesse exato momento, vinte de trinta semi-deuses já tinham saído. Ou seja, se a equipe da garota estava formada por cinco pessoas, quer dizer que provavelmente existia outra equipe, ou uma dupla e um trio. Sabendo-se que os únicos que estavam restando eram: Thália, Silena, Clarisse, Luke, e Leo, já poderiamos entrentar uma grande batalha. O grupo de Kelly já estava voltando para a linha de chegada, para enfrentar os restantes. Eles encontraram os sobreviventes e os desafiaram, para acabar logo com isso, que já durava quatro dias, e muitos já gostariam de sair. Do lado direito, a equipe de Thália, e no esquerdo, a da Kelly.
Os do time Beta começaram a disputa. Leo configurou alguns troncos para virarem uma espada, e fez um pequeno corte em Annabeth, que revidou com apenas socos e chutes, mas fora eliminada, pois era um tanto fraca. Leo continuou, mas passou a vez para Silena, que lançou uma flecha em Tyson, que simplesmente fez surgir uma onda contra ela, que acabou por sair da disputa. Luke usou sua velocidade e chegou perto de Nico, que invocou as sombras e o lançoum um golpe que estava por estrangulá-lo, então ele saiu da disputa, sem muitos ferimentos, mas atordoado. Leo pegou sua espada e veio para cima de Kelly, que levantou um exército de fantasmas, que penetraram seu corpo e ficaram se lamentando pela sua existência, fazendo-o sair. Clarrise, em fúria, pegou sua espada e seu escudo, e foi para cima da menina, que fez surgir um tsuname contra ela, mas ela foi capaz de se levantar. A garota juntou seus poderes com os dois irmãos do mar e eliminou-a da jogada. Restavam apenas Thália, Percy, Tyson e Kelly. Por sua vez, Thália fez um raio se materializar em suas mãos e o lançou em Tyson, que acabou por não conseguir defender, e pensando ter encontrado a fraquesa, lançou o mesmo ataque em Percy, que também saiu, com um pouco de dificuldade. Só sobrara a Kelly e a Thália, e a filha de Zeus lançou o mesmo ataque, mas a oponente combinou seus poderes em uma barreira, que foi capaz de se defender. Thália, atordoada, juntou todo seu poder em uma bola de energia, e Kelly fez seu corpo dissolver-se nas sombras, aprecendo misteriosamente atrás de sua oponente, e a lançou um ataque poderoso e combinado, uma simples faísca de sombras aquáticas, que fez a outra cambalear, e aproveitando a chance, Kelly levantou uma onda horizontal e a mandou em direção a Thália, que não pode se defender, e caiu no chão, mas se levantou, um pouco com dificuldade, e não recuou, mandando uma descarga de energia em Kelly, que simplesmente se teletransportou por meio de sombras para outro lado, e mandou uma bola de energia negra para a garota, que não aguentou e foi eliminada. A vencedora seria Kelly, que na verdade, venceu sem fazer esforço, nem estando arranhada. Todos olharam assustados para ela, quando saiu da barreira, até mesmo os deuses, menos Hades, que sorria sínico.
-Você era mais capaz que aquilo, srta.Sabe tudo - Ele disse, e a garota, o encarou.
-Eu sei do que sou capaz, não preciso que outra pessoa me avise. - Com um simples tom, revidou. - E mesmo sem esforço ou arranhão, eu estou aqui, não estou? - Ela disse.
-Você não sabe o porque dos jogos, não é mesmo?  - A garota fez que não com a cabeça - Quando um semi-deus tem dois poderes, é submetido a testes para ver se é uma ameaça, e digamos que na minha opinião, você é. Vamos ver os outros deuses, o que acham.
-Eu discordo com você Hades, eu vi ela, e mesmo com raiva, ou até mesmo decepcionada, lutou do seu lado, e você foi ingrato. Ela tem compaixão, e soube se controlar, só fez aquilo porque queria provar ser forte. E se você não percebe isso, é porque, apenas talvez, a ameaça aqui seja você - Poseidon disse, enchendo o coração frio e desalmado da garota, com amor e compaixão.
-Posso falar alguma coisa? - Nico se pronunciou - Eu não sou um Deus, mas de todas as pessoas que já passaramm pela barreira do meio-sangue, ela foi a única dos semi-deuses a me fazer sair das sombras, nem que fosse por um segundo, a ser mais amigável, a rir! Eu nunca me lembrava da última vez que eu ri antes dela! Eu não acho que ela seja uma ameaça. - Ele terminou de falar, e foi até o lado da garota, dando as mãos com ela. - E seja lá do que ela for acusada, eu vou junto, porque eu não vou perder mais uma irmã - Com essas palavras a garota sentiu lágrimas brotando de seus olhos, e abraçou o Fantasminha.
-Own, gente que coisa mais linda, isso não é uma ameaça Hades, cale sua maldita matraca. Ela é linda e amável, como alguém pode não gostar dela? - Afrodite disse, com um sorriso, que fora retribuído por Kelly.
- Nós também concordamos - Disseram Hera, Atena, Ares, Deméter, Apolo, Artêmis, Hefesto, Dionísio e Hermes e uníssono. - Agora cabe a Zeus decidir - Completou Dionísio.
-Ai quer saber, eu fiquei um pouco invocado porque foi uma das únicas pessoas a sobreviver a uma descarga de energia sem um arranhão, então como não estou com cabeça, vou pela maioria. Ela não é ameaça, e fica aqui com os outros semi-deuses, e se caso algum dia, quiser ver seu pai de verdade, Poseidon, será bem-vinda ao Olimpo. - Zeus disse. A garota, em um sobressalto, sorriu, e sentiu um abraço envolvê-la, era seu pai, em forma humana, e ela retribuíu, sentindo uma de suas lágrimas caírem sob seu rosto.
-Eu lhe devouvo sua capacidade de cura - Poseidon disse, pousando a mão sob a cabeça da garota, que sorria descontroladamente. - E te abençoo como minha filha, mas deixo os poderes que Hades o atribuíu, se souber como lhe dar com as trevas de seu interior - Ele completou e a abraçou, sendo correspondido quase instantaneamente.
-Ela é minha sai daqui - Disse Annabeth, que pegou a garota e a levou para perto dela. O que gerou muitas risadas descontroladas dos amigos.
-Quem disse Anna? Ela é minha irmã também - Tyson e Percy disseram em uníssono, puxando a garota para perto deles, e ficaram puxando-a de Annabeth.
-Chega, eu não sou cabo de guerra - Kelly disse, fazendo mais risadas surgirem.
-Ainda não gosto de você - Disse Clarisse, que logo soltou um riso enfadonho, seguido por muitos olhares acusadores - Brincadeirinha, calma gente. - Ela completou abraçando-a.
-Eu acho que eu vou vomitar de tanto afeto - Disse Hades, fingindo estar passando mal. - Blérgh, eu já vou indo. Tchau Nico. - Ele disse acenando para seu filho - E Kelly - Completou.
-Para de ser o durão, você não é de todo mal - Disse Nico, que fez Hades rir, e voltar ao submundo. - Porque ele sempre faz isso? Que cara mal humorado - Sussurou a última parte.
-Eu ouvi - Disse Kelly, bagunçando o cabelo do irmão - E você vai ter que me aturar por um loongo tempo - Ela completou, prolongando o som da vogal.
-Ai Zeus, será que eu aguento? - Nico rebateu, rindo, porém sarcástico.
-Vai ter aguentar, você que votou pra ela ficar aí - Retribuíu Zeus em tom zombeteiro.
-Aen, ele sorriu, ele fica tão fofo sorrindo! Sorria mais! - Disse Afrodite, um tanto louca.
-Cruz credo, sai pra lá, eu já to rindo de mais pro meu gosto - Rebateu Nico, recebendo uma língua de fora de Afrodite - Me sinto insultado - Ele completou, fazendo o mesmo gesto.
-Está na hora de irmos - Disse Dionísio - Eu amo farras, então me chamem pra próxima reunião ok? - Ele disse, com uma piscadela no final da frase, o que chamou atenção.
-Ares, você está muito calado, fale alguma despedida descente, homem! - Disse Atena.
-Olha quem fala, nem abraçou sua filha! Pelo menos isso eu fiz. - Rebateu Ares.
-Da pra parar com isso? Eu ainda vou espetar minha espada em você - Disse Hefesto.
-Como eu aguento viver no Olimpo com esses loucos? - Disse Artêmis, para si mesma.
-Eu ouvi isso! - Falou Apolo, enfurecido.
-É bom que ouça, você não para de fazer música - Disse Hera.
-Pare de ser rancinsa - Disse Deméter, cutucando o braço de Hera.
-Acho que já vamos, foi um prazer. - Disse Hermes, teletransportando-os para o Olimpo.
-Os deuses são loucos - Disse Jason.
-E eu que pensava que o Leo já era louco o suficiente - Desabafou Piper.
-Olha quem fala, cabeça de pudim! - Rebateu Leo.
-Vocês são iguais a ele! - Concluíu Percy.
-Cala a boca cabeça de alga - Disse Annabeth.
-Da para parar com isso? - Gritaram Grover e Thália, ao mesmo tempo.
-Sorry..Quem chegar por último é a mulher do padre - Disse Luke.
-Essa ideia me agrada - Sussurou Nico para Kelly - Se o padre for o C.D.A - Ele disse, em sigilo, sendo "c.d.a" um código para Percy Jackson.
-Quem sabe algum dia..Mas até lá, eu te vejo na linha de chegada - Disse Kelly, correndo.
-Só pagando, maninha - Disse Tyson, a seguindo, mas a garota era muito rápida.
-Não vale usar sombras Nico! - Disse Annabeth.
-Quem disse que eu ia usar? - Rebateu o mesmo.
Todos os semi-deuses foram correndo para o acampamento, e Luke venceu a corrida. Sendo Kelly em segundo lugar, e para a surpresa de todos, sem ajuda das sombras, Nico em terceiro. Tyson ficou em quarto, pois havia tropessado em uma pedra, e assim ultrapassado. Bom, acho que assim concluímos essa história. Todos os semi-deuses e semi-deusas viveram felizes no Acampamento Meio-Sangue, se acostumando gradualmente com a presença de novos membros, ou até mesmo perdas. Mas a garota, já nem tão misteriosa, continuava a sorrir nas dificuldades do dia-a-dia, virando uma inspiração para algumas pessoas, claro..Isso quando ela não está com raiva.
Fim


Nenhum comentário

Postar um comentário